Últimas Notícias

Prefeita Socorro Neri lança cartilha que ensina profissionais de saúde a identificar e notificar violência contra a mulher

Publicado em Segunda, 25 Novembro 2019 13:15
Lançamento aconteceu durante ato alusivo à campanha 16 Dias de Ativismo pelo Fim da Violência Contra as Mulheres 2019
 
A prefeita de Rio Branco, Socorro Neri, participou na manhã desta segunda-feira (25) de ato alusivo à campanha 16 Dias de Ativismo pelo Fim da Violência Contra as Mulheres 2019. Na oportunidade, ela lançou a cartilha municipal “Violência: notifique e Denuncie”, produzida pela Secretaria Municipal de Saúde (SEMSA).
 
De acordo com Oteniel Almeida, secretário municipal de Saúde, o lançamento da cartilha se traduz em um passo importante no combate à violência contra a mulher. Este é um momento importante. Estamos lançando essa cartilha e já estamos realizando um trabalho de formação dos nossos trabalhadores e trabalhadores em saúde, para que possam identificar sinais de possíveis violência”, afirmou.
 
A gente sabe que normalmente as mulheres que procuram as unidades de saúde vítimas de violência não fazem essa declaração de forma espontânea, de que foram vítimas de violência, que sofreram algum tipo de violência. Portanto, nossas equipes estarão preparadas para lidar com essa situação, para identificar e encaminhar essas mulheres para a rede de cuidado e, assim, a gente possa auxiliar no processo de penalização do agressor dessa mulher”, enfatizou Almeida.
 
A secretária municipal Vanusa Messias, da Assistência Social e Direitos Humanos, promotora do ato de lançamento da campanha “16 Dias de Ativismo pelo Fim da Violência Contra a Mulher 2019”, lembrou que apesar de todo o trabalho que vem sendo feito pelo fim da violência contra a mulher os índices registrados ainda são considerados muito altos.
 
“Infelizmente, nos dias atuais ainda acontece bastante. Embora tenha havido uma grande revolução entre as mulheres, ainda há dependência econômica da mulher com relação ao marido. E o que a gente leva nas nossas rodadas de conversas como secretária de Assistência Social e Direitos Humanos é tirar um pouco dessa submissão, porque a mulher tem capacidade de trabalho ela, tem capacidade de criar os filhos sozinha, sem ter que se submeter ao marido”, salientou Vanusa.
 
É preciso notificar
 
A prefeita Socorro Neri disse em seu discurso que os dezesseis dias de ativismo pelo fim da violência contra a mulher deste ano e o lançamento da cartilha têm o foco na necessidade de se fazer a identificação e a notificação dos casos de agressão às mulheres que chegam às unidades municipais e saúde.
 
“Esses dezesseis dias de ativismo têm esse foco, o foco da notificação. É preciso notificar os casos de violência contra a mulher, para que eles possam ser devidamente apurados e os autores responsabilizados. Além disso, tem todo um trabalho que está sendo feito, buscando criar condições para que os vínculos familiares se restabeleçam, se mantenham harmônicos, que a violência doméstica cesse de uma vez por todas”, enfatizou a prefeita.
 
E concluiu: “A cartilha é exatamente para preparar os profissionais que atuam na rede municipal de saúde e aqueles que são parceiros dessa rede, para saberem identificar um caso e notificá-lo. Esse é o primeiro ponto para que a violência contra a mulher possa ser, de fato, passe a ser algo do passado”.
 
Os 16 Dias de Ativismo pelo Fim da Violência contra as Mulheres é uma campanha anual e internacional que começa no dia 25 de novembro, Dia Internacional pela Eliminação da Violência contra as Mulheres, e vai até 10 de dezembro, Dia Internacional dos Direitos Humanos. No Brasil, a mobilização abrange o período de 20 de novembro a 10 de dezembro.
 
Foi iniciada por ativistas no Instituto de Liderança Global das Mulheres, em 1991, e continua a ser coordenada anualmente pelo Centro para Liderança Global das Mulheres. É uma estratégia de mobilização de indivíduos e organizações, em todo o mundo, para engajamento na prevenção e na eliminação da violência contra as mulheres e meninas.
 
 
Antônio Kleber, da Diretoria de Comunicação
Fotos Fagner Delgado