Rio Branco - Acre, 10/07/2020

banner-trabalhando-hoje-pmrb2BANNER PORTAL TRANPARENCIA novo

Últimas Notícias

Prefeito decreta situação de emergência em 10 bairros

Charlene Carvalho

Fotos: Marcos Vicentti

 

 

O prefeito Raimundo Angelim assinou na manhã desta segunda-feira, 13, o decreto de situação de emergência nos bairros Adalberto Aragão, Ayrton Senna, Baixada da Habitasa, Cidade Nova, Cadeia Velha, Terminal da Cadeia Velha, 6 de Agosto, Triângulo Novo, Taquari e Base. A decisão foi tomada em função da cheia do rio Acre. O decreto tem validade de 30 dias, podendo ser prorrogado pelo prazo máximo de 180 dias.

 

O nível do rio Acre atingiu nesta manhã, às 9h, o nível de 15, 38 m, superando a cota de transbordamento em 1,38 m. No último dia seis já havia atingido a cota de alerta de 13,50 e de transbordamento no dia seguinte, sete de abril. Os bairros mais atingidos são Seis de Agosto, Taquari, baixada da Habitasa e Terminal da Cadeia Velha.

 

A decisão do prefeito foi tomada diante do avanço das águas nas áreas ocupadas pela população vulnerável à ocorrência das enchentes e, de acordo com o controle de georreferenciamento (SIG) da prefeitura, o número de edificações atingidas pela enchente já é superior a quatro mil e que mais de 350 famílias estão desabrigadas e desalojadas e pelo “exaurimento da capacidade do município de arcar com o imenso ônus causado pela ocorrência e magnitude deste evento”.

 

 

Segundo Angelim, a previsão de chuvas, de acordo com a média pluviométrica histórica, para todo o mês de abril era de 184 milímetros, mas em apenas 13 dias choveu 276 milímetros na capital, ou seja, 92 milímetros a mais em 13 dias que a previsão do mês inteiro. As previsões para os próximos cinco dias é de mais chuva para a capital e os municípios da bacia do rio Acre. “Diante da gravidade da situação, a prefeitura não teve alternativa senão a decretação da situação de emergência”, disse Angelim.

 

Para se ter uma noção da gravidade do problema basta dizer que até as 10h da manhã desta segunda-feira 180 famílias estavam abrigadas no Parque de Exposições, totalizando mais de 600 pessoas sob a responsabilidade do município, além de 155 famílias que tinham sido levadas pelas equipes da Defesa Civil Municipal para casa de familiares.

 

“O número de desabrigados, porém, é maior, pois nem todas as famílias solicitam o apoio da prefeitura para mudar-se para casa de parentes”, disse Angelim, lembrando que, só no Parque de Exposições a prefeitura conta com 292 servidores trabalhando em regime de plantão, além de dispor de 31 caçambas para o apoio às famílias e 20 barcos.
Com a possibilidade de continuar chovendo nos próximos dias e como o parque de exposições está lotado, a prefeitura conseguiu viabilizar nesta manhã a cessão do ginásio coberto do Sest/Senat para a construção de novos abrigos.

 

Prefeito faz apelo para doação de alimentos

 

A prefeitura de Rio Branco dispõe no parque de exposições de 30 funcionários atuando na cozinha do abrigo para prover a alimentação das famílias que ali estão abrigadas pela cheia do rio Acre com três refeições diárias. Diante dos altos custos da manutenção dessas pessoas, o prefeito Angelim fez um apelo à sociedade acreana para que ajude as famílias desabrigadas com a doação de alimentos, preferencialmente os alimentos da cesta básica – arroz, feijão, óleo, leite, pão, carne e frango, exceto enlatados.
“Se as pessoas puderem colaborar, toda a ajuda será bem vinda, pois a situação é grave e toda a ajuda é bem vinda”, disse Angelim. As doações podem ser feitas na sede estadual da Defesa Civil no Corpo de Bombeiros.

 

 

Risco de Leptospirose

 

Durante a coletiva de imprensa, Raimundo Angelim fez outro apelo à comunidade em relações aos riscos de aumento dos casos de leptospirose em função da cheia do rio.

 

“É da nossa cultura o banho de rio e, nessa época do ano, é comum vermos nossas crianças brincando nas águas que se avolumam nos quintais e nas ruas da nossa cidade. Acontece que há um sério risco de vida por causa da leptospirose e como estamos saindo de um grave problema de saúde causado pela dengue, não podemos nos descuidar deste risco, daí a importância de termos um controle e evitarmos que nossas crianças sejam expostas ao perigo, apesar da nossa cultura de banho de rio”, disse o prefeito.

 

Entenda o decreto

 

De acordo com o decreto assinado pelo prefeito Angelim, a comissão municipal de Defesa Civil, tomará todas as providências necessárias em caráter de emergência promovendo o levantamento da situação e prestando informações aos órgãos competentes do Estado do Acre e da União.

 

Todos os órgãos da administração pública municipal devem envidar esforços e colaborar  com as ações da Comissão Municipal de Defesa Civil ante a situação atual. Também fica autorizada a convocação de voluntários para reforçar ações de resposta à situação emergencial e a realização de campanhas de arrecadação de recursos, junto à comunidade, com o objetivo de facilitar as ações de assistência à população afetada pela enchente.

INFORMAÇÕES RIO ACRE

SHOPPING POPULAR

Prefeitura de Rio Branco - Horário de Atendimento: 08h às 18h
Rua Rui Barbosa, 285 – Centro - Rio Branco/AC - CEP: 69.900-901 - Tel.: (68) 3212-7040

    TELECONSULTA - SAÚDE